POEMA "OBSERVATÓRIO"!!!

Oi Gentemmmmm...

Tudo bem com vocês???

Por aqui está tudo certinho, só não chove, ahhhh como a gente queria uma chuvinha... estamos aqui quase fazendo uma dança da chuva, rsrsrs
Estou sumidinha do Blog, confesso... mas estou com muiiiiita coisa pra fazer, no trabalho, na nossa casa nova, para os filhos, ensaios de dança, quando vejo já estou roncando na cama... mas arrumei um tempinho para participar de um  Concurso de Contos e Poemas promovido pelo setor de Cultura da cidade de Presidente Venceslau, por ocasião do aniversário da cidade que foi no dia 02 de setembro.
Eu escrevia bastante quando era jovem, e dos 14 aos 20 e poucos anos escrevi muitas poesias, crônicas e textos reflexivos... mas depois parei... muito trabalho, casei, tive os filhos, comecei a escrever no Blog e por aqui fui resumindo muito do meu dia a dia, do que gosto, do que vi e fiz, viagens, casa, looks... e esqueci esse meu lado de Poeta, rsrsrs

Bommmm, o tema do Concurso foi: Uma cidade e sua gente: os 95 anos de Presidente Venceslau... participei da categoria Poema e na sexta-feira passada recebi o comunicado que o meu poema  ficou em segundo lugar... que bacana poder voltar a escrever e já ganhar um prêmio por isso, rsrsrs 
A Cerimônia de premiação será amanhã e eu já chamei a Família toda para compartilhar esse momento comigo!!!

Meu poema fala sobre observar, sobre olhar, eu sou esse observatório, meus olhos são esse observatório... quando estou na rua, andando, dirigindo, ou até mesmo parada, eu observo as pessoas, as casas, janelas, portas, jardins... eu vejo tudo e cada olhar é diferente, é estranho pois fico imaginando histórias e poemas à partir do que observo... quem  sabe não sai um livro daqui um tempo???
E aqui está o meu poema, espero que gostem!!!

POEMA: OBSERVATÓRIO

 Eu ando pelas ruas dessa cidade

E vejo janelas, portas e jardins

Vejo casas alegres, casas tristes, casas que cantam pra mim

Vejo árvores e suas cores

Vejo flores, cores, amores

Me perco nesse momento

Penso na semente, no cuidado

Penso em gente

Gente que teve terra nas mãos

Que agora vê assim como eu

A paciência em profusão

Vejo vitrines e desejos

Vejo delícias e promessas

Vejo gente andando devagar

E com pressa

Em seus olhos as missões do dia

A preocupação e a alegria

Os passos pelas calçadas

As mentes entrelaçadas

Nessa natureza humana

De chorar e sorrir

Vejo luzes que chamam

Para a diversão

Para os sorrisos

Para momentos que esquecemos

Que somos apenas um grão

Vejo amor em mãos dadas

Vejo amor em mãos calejadas

Vejo mãos

Penso nessas mãos

Que construíram

Plantaram

Planejaram

Sonharam

Cada pedaço dessa cidade

Penso em gente

Vejo gente

Sorrio, sinto um calor por dentro

Vejo quase uma utopia

Nesse meu observatório de todo dia.

(Autora: Florence- Pseudônimo de Jane Quintela de Carvalho

#tbt de uma observadora


É isso pessoal, estou muito feliz com essa conquista e animada para tentar escrever outros textos com novas propostas... o que der certo eu posto por aqui!!!
Beijosssss!!!

Comentários

  1. Oi Jane,
    Parabéns! Não sabia deste seu dom. A poesia é linda e com certeza mereceu ser premiada.
    Também ainda estou na corrida, mas a poeira anda assentando. Estou voltando.
    Beijos

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

BODAS DE TURQUESA: 18 ANOS DE CASADOS!!!

VOCÊ SABIA???

DIA DA ÁRVORE!!!

PARA COMEÇAR A SEMANA!!!